Crenças acerca de Criatividade: mitos ou verdades? apresentação de uma escala de avaliação

  • Maria de Fátima Morais
  • Ivete Azevedo
  • Fernanda Martins
Palavras-chave: Criatividade; Crenças; Escala de avaliação; Contexto educativo

Resumo

O estudo da criatividade é, atualmente, da maior relevância; porém, persistem mitos acerca de criatividade e da pessoa criativa em diferentes populações, nomeadamente na Educação. Deste modo, é pertinente a construção de instrumentos de avaliação sobre a presença de crenças corretas e erradas, nomeadamente em contexto educativo, uma vez que não haverá ações corretas baseadas em falsas conceções. Face à escassez de instrumentos que avaliem as crenças, verdadeiras e falsas, face aos conceitos de criatividade e de professor e aluno criativos, propôs-se, neste estudo, a criação e validação em Portugal da Escala de Crenças sobre Criatividade em Contexto Educativo (ECC-CE) constituída por 25 itens. Utilizou-se uma amostra de 390 participantes. A análise fatorial verificou a existência de dois fatores (mitos e conceções corretas) com boa consistência interna, obtendo-se alphas de Cronbach de 0,84 e 0,76. O instrumento apresenta boas qualidades psicométricas, podendo contribuir para futuras investigações e práticas na área. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria de Fátima Morais

Doutora em Psicologia da Educação; Universidade do Minho e Centro de Investigação em
Educação (CIEd) – Portugal.

Ivete Azevedo

Doutora em Psicologia da Educação; Torrance Center – Portugal.

Fernanda Martins

Doutora em Psicologia; Faculdade de Letras - Universidade do Porto.

Publicado
30-09-2021