Evidências de validade do subteste de criatividade verbal da bateria de avaliação das altas habilidades / superdotação

  • Tatiana de Cássia Nakano Pontifícia Universidade Católica de Campinas – PUC-Campinas, Brasil
  • Ana Flávia Martins Miliani
  • Daniel Campos Caporossi
  • Marcela Zeferino Gozzoli

Resumo

Com a finalidade de buscar evidências de validade baseadas na relação com variáveis externas, do tipo convergente, para o subteste Criação de Metáforas que compõe a Bateria de Avaliação das Altas Habilidades/Superdotação, os resultados dos participantes foram comparados com os resultados em outro teste que mede o mesmo construto, o Pensando Criativamente com Palavras de Torrance (PCPT). A amostra foi composta por 113 adolescentes, com idades entre 15 e 19 anos (M=16,8; DP=0,95), 57 do sexo feminino, estudantes de 2o ano (n=69) e 3o ano (n=44) do Ensino Médio. Foram encontradas associações significativas entre as duas medidas (entre qualidade metafórica e os dois índices criativos verbais), além de quatro características isoladas (fluência, flexibilidade, originalidade e analogias), consideradas cognitivas. O número de ideias (metáforas dadas) também se mostrou relacionado significativamente aos dois índices criativos e três características, sendo duas cognitivas (fluência e flexibilidade) e uma emocional (expressão de emoção).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tatiana de Cássia Nakano, Pontifícia Universidade Católica de Campinas – PUC-Campinas, Brasil

Doutora em Psicologia, Docente do programa de pós-graduação stricto sensu em Psicologia da Pontifícia Universidade Católica de Campinas – PUC-Campinas, Brasil.

Ana Flávia Martins Miliani

Psicóloga pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas – PUC-Campinas, Brasil

Daniel Campos Caporossi

Psicólogo pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas – PUC-Campinas, Brasil.

Marcela Zeferino Gozzoli

Psicóloga pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas – PUC-Campinas, Brasil.

Publicado
20-02-2020